TERAPIA OCUPACIONAL

Terapia Ocupacional

terapia_ocupacional_san_Saudeintegrativa
Terapia Ocupacional

Terapia Ocupacional

O que é?

Terapia Ocupacional tem como objetivo promover a autonomia, independência e qualidade de vida de pessoas com deficiência, limitações físicas, psicológicas ou sociais. A terapia ocupacional trabalha com a reabilitação, prevenção e tratamento de diversos transtornos que afetam a capacidade de realizar atividades quotidianas, profissionais, de lazer ou de auto-cuidado.

O terapeuta ocupacional avalia as capacidades e limitações do paciente e, a partir daí, estabelece um plano de tratamento personalizado que pode incluir atividades físicas, cognitivas, sociais e emocionais. O objetivo é desenvolver as competências necessárias para o desempenho de atividades diárias, tais como: vestir-se, alimentar-se, tomar banho, caminhar, conduzir, trabalhar, estudar, entre outras.

EQUIPA DE Terapia Ocupacional

SAIBA MAIS SOBRE TERAPIA OCUPACIONAL

A quem se Destina

A terapia ocupacional pode ser indicada para pessoas de todas as idades, desde bebés até idosos, com limitações físicas ou cognitivas relacionadas com a idade.

A terapia ocupacional destina-se a pessoas que apresentam limitações físicas e psicológicas que interferem com o seu desempenho em atividades quotidianas, profissionais, de lazer ou de auto-cuidado. Entre as pessoas que podem beneficiar da terapia ocupacional estão:

Crianças com atraso no desenvolvimento: Perturbação do espectro do autismo, paralisia cerebral, défice hiperatividade e défice de atenção (PHDA), disfunções do processamento sensorial, síndromes genéticos, entre outros;

Adolescentes e adultos com lesões neurológicas, músculo-esqueléticas, ortopédicas, reumatológicas: Traumatismos crânio-encefálicos, acidentes vasculares cerebrais (AVC), esclerose múltipla, artrite, osteoporose, entre outros;

Adultos com doença mental: Como depressão, ansiedade, perturbação bipolar, esquizofrenia, entre outros;

Idosos com limitações relacionadas com a idade, como declínio cognitivo, demência, Parkinson, osteoartrite, entre outras condições.

O terapeuta ocupacional trabalha em parceria com o paciente para identificar as atividades que precisam ser realizadas com maior independência e adaptá-las de acordo com as necessidades individuais. O objetivo é ajudar o paciente a desenvolver as capacidades necessárias para superar as limitações e alcançar uma vida mais autónoma e satisfatória.

Benefícios

Alguns dos principais benefícios da Terapia Ocupacional incluem:

  • Melhoria na capacidade funcional: a terapia ocupacional pode ajudar a desenvolver competências motoras e cognitivas necessárias para realizar atividades de vida diária (AVD’s), de vida diária instrumentais (AVDI’s), profissionais, de lazer.
  • Redução da dor e do desconforto: o terapeuta ocupacional pode ajudar a identificar atividades que causam dor ou desconforto e desenvolver estratégias para minimizar esses efeitos.
  • Prevenção de lesões: a terapia ocupacional pode ajudar a prevenir lesões através do treino de técnicas corretas de ergonomia e movimento..
  • Melhoria na qualidade de vida: Ajuda as pessoas a envolverem-se em atividades que lhes trazem prazer e satisfação, melhorando sua qualidade de vida geral.
  • Melhoria da autoestima e autoconfiança: a terapia ocupacional pode ajudar as pessoas a desenvolver capacidades e superar desafios, o que pode melhorar a autoestima e a autoconfiança.
  • Promoção da integração social: Ajuda a desenvolver competências sociais de modo a que a pessoa se integre em grupos sociais, melhorando o seu bem-estar geral.
  • Melhoria na saúde mental: a terapia ocupacional pode ajudar a reduzir o stress e a ansiedade.

Esses são apenas alguns dos benefícios que a terapia ocupacional pode trazer. Os benefícios específicos variam de acordo com as necessidades individuais do paciente e o tipo de tratamento prescrito pelo terapeuta ocupacional.

Condições que trata

A Terapia Ocupacional é uma área da saúde que trabalha com pessoas que possuem dificuldades em realizar atividades do quotidiano, em decorrência de alguma condição física, mental ou social. Essas condições podem incluir:

 

  • Lesões traumáticas ou doenças físicas: Pode ajudar pessoas que sofrem de lesões ou doenças que afetam suas capacidades motoras e funcionais, tais como paralisia cerebral, lesão medular, artrite, amputações, entre outras.
  • Transtornos mentais: Ajuda pessoas que sofrem de transtornos mentais, como depressão, ansiedade, transtorno bipolar, esquizofrenia, entre outros. Pode ajudar a pessoa a recuperar sua capacidade de realizar atividades diárias e a desenvolver capacidades sociais e emocionais.
  • Deficiências intelectuais e do desenvolvimento: Pode ajudar pessoas que possuem deficiências intelectuais e do desenvolvimento, como autismo, síndrome de Down e paralisia cerebral. A terapia pode ajudá-las a desenvolver capacidades motoras finas, sociais e emocionais, e a tornarem-se mais independentes nas suas atividades diárias.
  • Condições crónicas de saúde: Pode ajudar pessoas que possuem condições crónicas de saúde, como doença de Parkinson, Alzheimer, diabetes, doença cardíaca, entre outras. A terapia pode ajudá-las a gerir sintomas, manter a independência e melhorar sua qualidade de vida. 
  • Problemas de envelhecimento: Pode ajudar idosos a lidar com problemas como a diminuição da mobilidade, a perda de capacidades cognitivas, a solidão e o isolamento social, e a depressão. 
  • Distúrbios motores: Distúrbios que afetam a capacidade de uma pessoa de se mover ou controlar os seus movimentos, como paralisia cerebral, doença de Parkinson, esclerose múltipla, entre outras.
  • Lesões traumáticas: Lesões que resultam de acidentes, como lesões na medula espinhal, lesões cerebrais traumáticas e amputações.
  • Problemas de saúde mental: Distúrbios mentais que afetam a capacidade de uma pessoa de realizar atividades quotidianas, como ansiedade, depressão, transtornos do espectro autista, entre outros.
  • Problemas de desenvolvimento: Dificuldades no desenvolvimento físico ou cognitivo que afetam a capacidade de uma pessoa de realizar atividades quotidianas, como distúrbios do espectro autista, paralisia cerebral, atraso no desenvolvimento, entre outros.
  • Reabilitação pós-operatória: Ajuda as pessoas na recuperação após uma cirurgia ou procedimento médico, como a reabilitação após uma cirurgia de substituição de articulação ou um acidente vascular cerebral.

 

Intervenções da Terapia Ocupacional

A terapia ocupacional recorre às seguintes intervenções:

Avaliação ocupacional: Avaliação sistemática das capacidades e necessidades da pessoa em relação às atividades quotidianas.

Treino de AVD’s e AVDI’s: Desenvolvimento e aperfeiçoamento das capacidades necessárias para realizar atividades quotidianas, como vestir-se, alimentar-se, preparar alimentos e realizar tarefas domésticas.

Reabilitação física: intervenções que visam melhorar a função física, como exercícios de fortalecimento, treino de equilíbrio e coordenação, e uso de dispositivos de assistência, como talas.

Reabilitação cognitiva: Intervenções que visam melhorar a função cognitiva, como a memória, a atenção e o raciocínio lógico, através de exercícios e atividades específicas.

Aconselhamento para facilitar a acessibilidade em casa: Alterações no ambiente físico para facilitar o desempenho de atividades quotidianas, como a instalação de barras de apoio na casa de banho, rampas de acesso, elevadores, entre outros.

Aconselhamento e orientação: Suporte emocional e orientação para lidar com os desafios associados às condições de saúde e às limitações ocupacionais.

Prevenção de lesões: Intervenções que visam prevenir lesões ocupacionais ou agravamento de condições pré-existentes, como treino em postura e ergonomia.

Esses são apenas alguns exemplos dos tratamentos que a terapia ocupacional pode oferecer. O objetivo final da terapia ocupacional é ajudar as pessoas a alcançar uma vida plena e significativa, mesmo com condições de saúde ou limitações ocupacionais.

Terapia Ocupacional na Clínica SAN Saúde Integrativa

Contamos com uma equipa de profissionais, que de forma competente e coordenada, trabalham em conjunto para contribuir para os objetivos comuns da terapia, definidos com o paciente. Contamos com um núcleo de profissionais de saúde alinhados na mesma filosofia

de saúde, de dentro e fora da nossa equipa, de Portugal e do estrangeiro.

Que especialidades trabalham em conjunto com a Terapia Ocupacional?

A terapia ocupacional trabalha em estreita colaboração com outras áreas da saúde para fornecer um tratamento mais completo e eficaz para os pacientes. Algumas das áreas da saúde com as quais a terapia ocupacional pode trabalhar incluem:

  • Terapia Ocupacional Pediátrica
  • Saúde Integrativa
  • Psiconeuroimunologia (PNI)
  • Fisioterapia
  • Terapia da Fala
  • Psicologia
  • Enfermagem

Faça a sua marcação

Agende a sua consulta, terapia ou aula

Clínica SAN Saúde Integrativa

R. Dr. Evaristo Sousa Gago 5 RC A,
8150-139 São Brás de Alportel

Clínica Internacional de Vilamoura

Av. Tivoli, 8125-410 Quarteira

(+351) 289 845 131*

*Chamada para a rede fixa nacional de acordo
com o seu tarifário, em Portugal e em roaming

WhatsApp (+351) 934 342 636*

*Chamada para a rede móvel nacional

geral@sanintegrativa.pt

Siga-nos